EFEWashington

Os pedidos de ajuda por desemprego nos Estados Unidos subiram na semana passada em 11 mil e ficaram em 234 mil, o nível máximo registrado em sete semanas, informou nesta quinta-feira o Departamento de Trabalho.

O dado é superior às previsões dos analistas, que antecipavam 219 mil novos pedidos.

Quanto ao número médio de solicitantes do subsídio durante o último mês, um indicador mais confiável do andamento do mercado de trabalho nos EUA, chegou a 6.250 e ficou em 219.750, segundo o relatório do Governo.

Os pedios para contar com as prestações por desemprego estão 168 semanas consecutivas abaixo do número de 300 mil, sinal da boa saúde do mercado de trabalho americano.

O total de pessoas que recebem subsídios por desemprego de maneira contínua subiu em 29 mil, até 1,74 milhão.

A força do mercado de trabalho tem se mantido durante o primeiro ano de mandato do presidente, Donald Trump, e em abril o índice de desemprego ficou em 3,9%, o menor nível em quase 18 anos.