EFEBerlim

A polícia da Alemanha fez buscas nesta segunda-feira em duas sedes da fabricante de automóveis Opel, nas cidades de Rüsselheim e Kaiserslautern, diante das suspeitas de manipulação dos valores das emissões de poluentes em veículos movidos a diesel da montadora.

As buscas foram realizadas pelo Escritório de Investigação Criminal (LKA, na sigla em alemão) do estado federado de Hesse e pela polícia, após uma ordem do Ministério Público de Frankfurt em resposta a uma denúncia apresentada em abril pelo Escritório Federal de Veículos a Motor (KBA), um órgão vinculado ao Ministério dos Transportes.

"Estamos investigando diante da suspeita de fraude pela comercialização de veículos a diesel com o software que mede as emissões de poluentes manipulado", detalhou a procuradora-geral Nadja Niesen ao jornal "Bild".

O Ministério dos Transportes informou em comunicado que realizará em breve um 'recall' obrigatório de aproximadamente 100 mil veículos de diferentes modelos da marca.

A KBA descobriu no fim de 2015, pouco depois que o escândalo de manipulação das emissões na Volkswagen veio à tona, quatro dispositivos de legalidade duvidosa em vários modelos da Opel para manipular as emissões, indicou o Ministério dos Transportes.

A Opel iniciou na época uma campanha voluntária para atualizar o software desses veículos, dos quais 70% passaram por oficinas.

Em janeiro, a KBA descobriu um quinto dispositivo para a manipulação e em abril entregou ao Ministério Público as conclusões de suas descobertas para que o órgão judicial iniciasse uma investigação.