EFESeul

Coreia do Sul e Reino Unido finalizam nesta segunda-feira um tratado de livre-comércio (TLC) para blindar suas relações comerciais inclusive no caso de que Londres abandone finalmente sem acordo a União Europeia (UE), informou o Governo sul-coreano.

A ministra de Comércio sul-coreana, Yoo Myung-hee, e seu homólogo britânico, Liam Fox, deram hoje seu sinal verde em Seul às condições do chamado "acordo ponte de emergência", que manterá praticamente o mesmo regime tarifário que existe entre ambos os países em função do TLC entre Coreia do Sul e UE.

Com este novo TLC bilateral ambas as partes "asseguram a estabilidade e continuidade do atual ambiente comercial", segundo um comunicado do Ministério de Comércio, Indústria e Energia sul-coreano.

Visto que o Reino Unido estabeleceu a nova data limite do brexit para o próximo 31 de outubro, o acordo deverá ser ratificado por ambos os países antes desse dia.

O Reino Unido é o segundo maior parceiro comercial da Coreia do Sul dentre os membros da UE, bloco com o qual o país asiático tem um acordo de livre-comércio em vigor desde 2011.

A Coreia do Sul exporta principalmente automóveis e navios, ao mesmo tempo que também importa carros do Reino Unido, além de grandes quantidades de petróleo.