EFENova York

O veterano investidor americano Warren Buffett doou nesta segunda-feira US$ 3,6 bilhões em ações de sua empresa, a Berkshire Hathaway, a cinco entidades beneficentes como parte de um plano de longo prazo para destinar a maior parte da sua riqueza à filantropia.

Segundo indicou a empresa em uma nota de imprensa, o guru de Wall Street, de 88 anos, repartiu essa numerosa doação entre a fundação de Bill Gates e outras quatro que estão controladas por seus familiares: Susan Thompson Buffett, Sherwood, Howard G. Buffett e NoVo.

Buffett se comprometeu em 2006 a doar quase todas suas ações da Berkshire Hathaway à filantropia, boa parte à fundação do criador da Microsoft, e desde então destinou aos cinco grupos US$ 34 bilhões, o que representava 45% do tamanho do seu negócio naquele momento.

O chamado "Oráculo de Omaha", que nunca vendeu suas ações, planeja continuar distribuindo estes "presentes" anuais às cinco fundações até dez anos depois da sua morte e da repartição da sua herança, segundo se antecipa no comunicado.

O multimilionário presidente da Berkshire Hathaway segue uma tendência ascendente nas suas doações, já que no ano passado entregou títulos no valor de US$ 3,4 bilhões e antes disso de US$ 3,17 bilhões.

A firma de investimentos financeiros que Buffett fundou e ainda hoje administra é um dos maiores conglomerados do país e dispõe de grandes participações em algumas das principais companhias de Wall Street, como Apple, Wells Fargo, Walmart, American Express e Coca-Cola.

Apenas no ano passado, a Berkshire teve um lucro operacional de US$ 24,8 bilhões de dólares, um recorde na sua história, razão pela qual muitos seguem observando os movimentos do octogenário empresário, e os do seu sócio, Charlie Munger, de 95 anos, que é vice-presidente da empresa.