EFELondres

A voz de Stephen Hawking será enviada amanhã ao espaço, depois que suas cinzas forem depositadas na Abadia de Westminster, em Londres, no Reino Unido, em uma "mensagem de paz e esperança", informou sua família nesta quinta-feira.

As palavras do físico, que morreu em 14 de março aos 76 anos em Cambridge, serão acompanhadas de uma trilha musical composta pelo músico grego Vangelis, famoso por ser o autor da trilha sonora do filme "Carruagens de Fogo".

Para Lucy Hawking, filha do cosmólogo, a ação constitui "um belo e simbólico gesto que cria um vínculo" entre a presença de seu pai neste planeta e "seu desejo de ir ao espaço e suas explorações do Universo".

A voz de Hawking será transmitida por satélite para o buraco negro mais próximo da Terra e, segundo Lucy, é uma "mensagem de paz e esperança, sobre a unidade e a necessidade de vivermos juntos em harmonia neste planeta".

Um CD da composição, uma "homenagem pessoal de Vangelis ao professor", será entregue a todos os convidados ao Serviço de Ação de Graças na Abadia de Westminster, anteciparam os familiares.

Amigos do físico, entre eles o ator Benedict Cumberbatch - que interpretou Hawking em uma série da "BBC" - e o astronauta Tim Peake, comparecerão ao serviço, junto com a família e outras mil pessoas que solicitaram presença.

Os restos mortais do professor, que sofria desde os 21 anos com uma doença neurodegenerativa que, pouco a pouco, o deixou imóvel e o obrigava a se comunicar através de um sintetizador de voz, descansarão ao lado dos de Isaac Newton e Charles Darwin.