EFERedação Central

O ciclista holandês Fabio Jakobsen, que nesta quarta-feira se envolveu em um grande acidente no sprint final da primeira etapa da Volta da Polônia, sofreu um traumatismo craniano muito grave e perdeu muito sangue, segundo informou à imprensa polonesa a médica Barbara Jershina.

Jakobsen, da Deceunick-Quick Step, levou a pior no acidente que marcou o primeiro dia da 77ª edição da Volta da Polônia. O compatriota Dylan Groenewegen, da Jumbo-Visma, que causou o acidente ao fechar o rival, foi desclassificado e corre o risco de ser severamente punido pela União Ciclística Internacional (UCI).

Segundo a médica que atendeu Jakobsen e divulgou os primeiros detalhes do estado de saúde à imprensa, o ciclista está em estado muito grave. O holandês também está com o palato fraturado, o que dificultou a intubação.

De acordo com a televisão polonesa, Jakobsen foi colocado em coma induzido antes de ser transferido para o hospital da cidade de Sosnowiec, a poucos quilômetros de distância do local da prova.

Dylan Groenewegen cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, enquanto sofria uma queda no asfalto. O acidente aconteceu um segundo antes, quando o vencedor fechou o caminho de Jakobsen - contra o qual disputava a liderança - e o pressionou contra a barreira lateral.

Jakobsen se chocou violentamente contra a barreira e foi atendido pelos médicos da própria equipe e da prova. Depois, foi transferido por via aérea até um hospital.

Quando já estava no hospital, Jakobsen foi declarado o vencedor da primeira etapa, com o tempo de 4h41min50, devido à desclassificação de Groenewegen, considerado pelos juízes da corrida o causador do forte acidente no sprint final, que também afetou diversos outros competidores perto da linha de chegada.

A equipe de Groenewegen, Jumbo-Visma, emitiu um comunicado para expressar solidariedade depois do encerramento da prova.

"Nossos pensamentos estão com Fabio Jakobsen e as outras pessoas envolvidas no terrível acidente de hoje na Volta da Polônia. Acidente como este não deveriam acontecer. Oferecemos nossas sinceras desculpas e discutiremos internamente o que aconteceu antes que possamos fazer qualquer outra declaração", disse a equipe.

A UCI condenou "energicamente o perigoso comportamento" de Groenewegen, que demonstrou atitude "inaceitável". A entidade informou que encaminhará o assunto ao Comitê Disciplinar "para solicitar sanções de acordo com a gravidade dos fatos".

A etapa inicial da 77ª edição da Volta da Polônia foi disputada entre o estádio Slaski, em Chorzow, e Katowice, em 195,8 quilômetros. A prova terminará no domingo.