EFEQuito

O Flamengo, que conquistou neste domingo o título do Campeonato Carioca, visitará nesta quarta-feira a LDU de Quito, do Equador, às 21h30 (de Brasília), em busca do ponto necessário para carimbar o passaporte às oitavas de final da Taça Libertadores.

Líder do grupo D, como nove pontos, em 12 disputados, o time comandado por Abel Braga atuou com força máxima no domingo e derrotou novamente o Vasco por 2 a 0, erguendo o troféu estadual pela 35ª vez na história, abrindo quatro de vantagem para o Fluminense, no ranking de campeões da competição.

No torneio continental, a situação do Fla melhorou após a goleada sobre o San José, da Bolívia, por 6 a 1, que reabilitou a equipe de derrota para o Peñarol, do Uruguai, por 1 a 0, em pleno Maracanã. O resultado expressivo valeu a primeira colocação, pelo saldo de gols superior ao dos 'Carboneros'.

Como a LDU tem quatro pontos até esta rodada, o Rubro-Negro precisa de um empate para garantir a classificação com uma rodada de antecipação às oitavas. A derrota, por sua vez, fará o adversário ficar dois pontos atrás e colocará pressão no último compromisso.

No dia 8 de maio, o Flamengo visitará o Peñarol, em jogo que pode ser uma "final" pela primeira colocação da chave, ou a decisão para o vice-campeão brasileiro na briga pela classificação. Por isso, a partida desta quarta-feira é tratada como fundamental pela delegação.

"A gente sabe da importância desse jogo. Já festejamos, curtimos. Agora é virar a chave para se preparar da melhor forma possível. A gente sabe que será um jogo difícil, complicado", afirmou o volante Willian Arão, autor de um dos gols da vitória sobre o Vasco.

Para o reencontro com o campeão da Libertadores de 2008 - no Maracanã, o Fla levou a melhor por 3 a 1 -, o time terá o retorno do atacante Bruno Henrique, artilheiro do Campeonato Carioca, que não entrou em campo neste domingo. O atacante Gabigol, que desfalcou o Rubro-Negro na goleada sobre o San José, também atuará em Quito.

A expectaviva é quanto a situação do meia uruguaio Giorgian de Arrascaeta, xodó da torcida, que ganhou vaga no setor ofensivo na partida com o Vasco. A princípio, o ex-Cruzeiro seria o favorito para sair do time, já que Diego e Everton Ribeiro são titulares habituais.

O principal desfalque será Abel Braga, que foi suspenso por causa do atraso do retorno do time ao campo depois do intervalo dos jogos com LDU e San José, o que, segundo o regulamento da Conmebol, é de responsabilidade do técnico. Com isso, Leomir de Souza será o comandante do banco de reservas.

O time de Quito, que passou pelo Emelec por 2 a 1, no último sábado, pela décima rodada do Campeonato Equatoriano, competição em que ocupa a oitava colocação, terá força máxima para o jogo desta quarta-feira, segundo publicou o jornal "El Comercio".

O meia Anderson Julio, que voltou a equipe no compromisso do fim de semana, após se recuperar de lesão e ficou os 90 minutos em campo, provavelmente, iniciará a partida com o Flamengo. Outro que deverá estar entre os titulares é o volante Jefferson Orejuela, ex-Fluminense.

Prováveis escalações:.

Liga de Quito: Gabbarini; Quintero, Freire, Rodríguez e Cruz; Orejuela, Intriago, Anderson Julio e Ayoví; Jhojan Julio e Anangonó. Técnico: Pablo Repetto.

Flamengo: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Éverton Ribeiro, Bruno Henrique (De Arrascaeta) e Gabigol. Técnico: Leomir de Souza.

Árbitro: Néstor Pitana (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti.

Estádio: Casa Blanca, em Quito (Equador).