EFEPequim (China)

A Espanha venceu nesta sexta-feira a Austrália por 95 a 88, em Pequim, na China, após a disputa de duas prorrogações, e se classificou pela segunda vez na história para uma final de Copa do Mundo masculina de basquete, em que tentará repetir o título conquistado em 2006.

O jogo foi uma verdadeira batalha, que teve como protagonistas o pivô espanhol Marc Gasol e o australiano Patty Mills. Nos primeiros quatro quartos, o empate em 71 a 71 veio após dois lances livres acertados pelo jogador do Toronto Raptors, e um errado pelo veterano do San Antonio Spurs.

Na primeira prorrogação, o finalista não saiu, já que o placar terminou igual em 9 a 9. Na segunda, a Espanha foi avassaladora, abrindo em poucos instantes uma vantagem de 10 a 2, fechando a parcial em 15 a 8, e o placar total entre 95 a 88.

O cestinha dos campeões mundiais de 2016 foi Gasol, que marcou 33 pontos, pegou seis rebotes e ainda deu quatro assistências. O armador Ricky Rubio foi outro destaque, com um duplo-duplo, ao marcar 19 pontos e distribuir 12 assistências para companheiros.

Mills foi maior pontuador do jogo, com 34 pontos anotados, enquanto ala-pivô Nick Kay marcou 16 pontos e pegou 12 rebotes.

No domingo, a Espanha disputará o título contra o vencedor do duelo entre Argentina e França, que também acontece nesta sexta-feira. A Austrália, que disputava as semifinais pela primeira vez na história, encarará o perdedor.