EFEBuenos Aires

Todos os integrantes da comissão técnica do Gimnasia la Plata entregaram os cargos nesta sexta-feira, dois dias depois da morte de Diego Maradona, que comandava a equipe, segundo divulgou o próprio clube.

O antigo camisa 10 da seleção argentina morreu nesta quarta-feira, em casa, na cidade de Tigres, na província de Buenos Aires. Desde então, a situação era de incerteza na equipe, que escapo do rebaixamento na temporada passada graças ao cancelamento dos acessos e quedas no futebol local.

"O Gimnasia y Esgrima La Plata informa, com grande pesar, que a comissão técnica que acompanhava Diego Armando Maradona decidiu se demitir de maneira irrevogável", apontou comunicado publicado hoje.

Um dos que deixa o clube é Sebastián Méndez, que comandou o time nos quatro jogos mais recentes, depois que Maradona se afastou, por causa de problemas de saúde, inclusive, devido a realização de uma operação cerebral, no início deste mês.

Também deixam o Gimnasia, Adrián González, Hernán Castex e Nicolás Czechowicz, que também faziam parte da comissão técnica.

"Uma decisão que entendemos e que demonstra a qualidade humana de todo o grupo de trabalho que Diego Maradona tinha formado. Estavam desenvolvendo um grande trabalho", indica a nota divulgada pelo clube de La Plata. EFE

sam/bg