EFEBerlim

O Bayern de Munique se sagrou octocampeão alemão nesta terça-feira ao vencer o Werder Bremen por 1 a 0 fora de casa, no Weserstadion, e chegar a 76 pontos, dez a mais que o vice-líder da tabela de classificação, o Borussia Dortmund, que tem apenas nove a disputar.

Artilheiro do campeonato nacional, Robert Lewandowski foi quem marcou o título do Bayern, aos 43 minutos do primeiro tempo. A equipe bávara ainda atuou com um homem a menos por cerca de 15 minutos, devido à expulsão de Davies, mas manteve o resultado e pôde comemorar com duas rodadas de antecipação.

O resultado ratifica o domínio do time de Munique na Alemanha em toda a história e, com ainda mais força, na década atual. São agora 29 títulos da liga, mais que todos os outros clubes juntos. Somados, eles têm 28.

Na década, a distância para os adversários ficou ainda maior. O Dortmund conquistou o bi nas temporadas 2010-2011 e 2011-2012, mas depois o Bayern, que jamais havia conquistado mais que três títulos consecutivos até então, emplacou nada menos que oito conquistas.

A equipe dirigida por Hansi Flick, que assumiu o cargo durante a temporada, depois da demissão de Niko Kovac, foi a única vencer as sete partidas que disputou após a pausa no Alemão provocada pela pandemia do novo coronavírus. Mais que isso, vive uma sequência de 18 jogos de invencibilidade pela Bundesliga, com 17 vitórias e um empate com o RB Leipzig em 0 a 0.

Apesar dos muitos grandes jogadores do elenco, o título teve um destaque individual, Lewandowski. E foi dele o gol da vitória desta terça. Aos 43 minutos do primeiro tempo, Boateng lançou, o polonês dominou com estilo, girou e arrematou para fazer 1 a 0.

O Werder, vice-lanterna, pouco incomodou, mesmo após ficar com um a mais, aos 34 minutos da segunda etapa, quando Davies recebeu cartão vermelho. Aos 45, veio a grande chance para o empate, mas o goleiro Neuer fez linda defesa para interceptar o cabeceio de Osako.

Único brasileiro do elenco campeão, o meia Philippe Coutinho não esteve sequer entre os reservas e não participou da festa. Emprestado pelo Barcelona, ele não continuará no Bayern na próxima temporada.

Também nesta terça-feira, o Freiburg, sétimo colocado, recebeu o Hertha Berlim, 11º, e venceu por 2 a 1. Os visitantes contaram com o atacante Matheus Cunha apenas nos últimos instantes de partida. Já o Union Berlin bateu o lanterna e já rebaixado Paderborn 07 por 1 a 0 na capital e se garantiu na elite. EFE

rz/dr