EFEVersalhes (França)

O atacante francês Karim Benzema, do Real Madrid, está "surpreso e escandalizado" com o pedido da Procuradoria do Tribunal de Versalhes, na França, de uma pena para o jogador de dez meses de prisão, isentos de cumprimento, e uma multa de 75 mil euros.

O advogado do goleador, Sylvain Cormier, informou à Agência Efe sobre o recebimento da notícia por Benzema, que é acusado de cumplicidade na chantagem ao ex-companheiro dele seleção francesa Mathieu Valbuena, com um vídeo íntimo.

"Benzema não pode ser condenado quando não fez nada. Um tribunal deve deixar de lado o espetáculo e se concentrar no mérito. Isso, pediremos amanhã em nossa argumentação", afirmou o responsável pela defesa do jogador do Real Madrid, no fim do segundo dia de julgamento no Tribunal de Versalhes.

Cormier que foi responsável por informar sobre o pedido da Procuradoria a Benzema, que foi o único dos acusados que não participou da audiência de hoje.

O advogado atacou os promotores, garantindo que buscaram tornar o caso mais midiático, se aproveitando da notoriedade do jogador para buscar uma maior repercussão.

"A Justiça buscou o espetáculo desde o princípio. A Procuradoria teatralizou esse caso. Anunciou a detenção de Benzema, em 2015, quando poderia ter feito de forma discreta. Seguimos nesta linha", afirmou Cormier.

O advogado ainda garantiu que não existe qualquer prova factual e jurídica contra o atacante, mas sim uma interpretação distorcida de um fragmento de conversa.

"A fama de Benzema, segundo o promotor, deve permitir que o condenem sem provas e a pedir penas mais severas para os demais envolvidos", concluiu Cormier. EFE