EFETóquio

O equatoriano Alex Quiñónez, medalhista de bronze da prova dos 200 metros rasos no mais recente Campeonato Mundial de Atletismo, foi suspenso por um ano nesta quarta-feira, devido não ter sido localizado três vezes no período de um ano para realizar testes antidoping.

A decisão foi tomada pela Unidade de Integridade do Atletismo (AIU, pela sigla em inglês), que enquadrou o atleta do Barcelona no artigo 2.4 do regulamento sobre o uso de substâncias ilegais.

O trecho indica que, se um atleta não comparecer a três exames que estiverem agendados, isso será considerado como um positivo, o que resultará em punição.

Além disso, o caso de Quiñónez será encaminhado para a federação mundial de atletismo, a World Athletics).

A suspensão imposta pela AIU ao equatoriano, que obteve marca de 19s98 no Mundial e Doha, realizado em 2019, tem efeito a partir de 21 de junho deste ano.