EFERedação Central

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quarta-feira que o lituano Jevgenij Shuklin, medalha de prata na prova do C-1 200m da canoagem, foi desqualificado da competição por testar positivo para a substância deidroclormetiltestosterona, em reanálise de amostra.

O atleta havia passado pelo exame antidoping logo após terminar em segundo na disputa, vencida pelo ucraniano Yuriy Cheban, mas não foi encontrado qualquer anormalidade. Com métodos mais avançados, nova averiguação foi feita e houve a detecção do esteróide anabólico androgênico, que está na lista de proibições impostas pela Agência Mundial Antidoping (WADA).

A partir da confirmação do teste positivo de Shuklin, o COI solicitou que a Federação Internacional de Canoagem fizesse a alteração do resultado final da prova, o que implicará a redistribuição das medalhas.

Cheban manterá o ouro, mas a prata irá agora para o russo Ivan Shtyl, que havia terminado em terceiro. O bronze será entregue ao espanhol Alfonso Benavides. Ainda na classificação geral, o brasileiro Ronilson Oliveira subirá da 12ª para a 11ª colocação.