EFEBuenos Aires

O ex-goleiro paraguaio José Luis Chilavert disse nesta quarta-feira que a Conmebol está utilizando o VAR para "ajudar seus amigos" e considerou que todos os presidentes de clubes argentinos devem mostrar solidariedade ao Boca Juniors.

"Venho denunciando a má gestão da Conmebol há muitos anos, que na verdade é 'Corrupbol'. Eles se gabavam de que o VAR veio para tornar o futebol transparente, mas a cada dia está mais contaminado, pois está sendo usado para ajudar os amigos", disse o ex-jogador, em entrevista à emissora argentina "Todo Noticias".

"Depois da Copa América, desde que a Libertadores e a Sul-Americana começaram, acontece que todas as equipes brasileiras passaram, a maioria com a ajuda do VAR", completou Chilavert.

Ontem, o Atlético Mineiro venceu o Boca Juniors nos pênaltis por 3 a 1, em partida das oitavas de final da Taça Libertadores da América, disputada em Mineirão, em que a arbitragem anulou um gol argentino após consultar o VAR.

O mesmo havia acontecido no jogo de ida, que terminou empatado em 0 a 0, assim como o duelo de ontem, que determinou a classificação do Galo.

"Todos os presidentes dos clubes argentinos devem se solidarizar com o Boca Juniors. Se um clube como o Boca Juniors é roubado em casa e como visitante, isso mostra que essas pessoas só se preocupam com o dinheiro. Venho denunciando isso há muito tempo", afirmou Chilavert.

"Todos os presidentes dos clubes da América do Sul devem se unir e expulsar todos os presidentes das associações, porque eles são cúmplices desses desmandos da atual Conmebol, que é a 'Corrupbol'. Eles estão matando o futebol sul-americano", concluiu o ídolo paraguaio.