EFECuiabá

A Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile (ANFP) informou nesta quinta-feira que um integrante da delegação que está no Brasil para a disputa da Copa América foi diagnosticado com Covid-19 antes do duelo com a Bolívia, marcada para esta sexta.

O jogador afetado deu positivo em um teste PCR feito ontem e está "assintomático, isolado do grupo e sob supervisão médica", de acordo com nota oficial publicada pela ANFP. "O restante da delegação é PCR negativa, de acordo com os protocolos de saúde", acrescenta o documento.

O caso notificado em 'La Roja' se soma aos 65 casos contágios relatados pela Conmebol envolvendo a Copa América, que incluem delegações, árbitros e outros trabalhadores. Desses 65 casos, 19 são membros das delegações participantes do torneio, enquanto 46 são árbitros e funcionários dos estádios ou da organização.

"A Conmebol está comprometida com a aplicação rigorosa do Protocolo de Recomendações Médicas para treinamento, viagens e competições durante a pandemia de Covid-19 e a Copa América", reiterou a confederação continental no comunicado.

Antes do início da Copa América, a Conmebol anunciou 13 casos de Covid-19 na delegação da Venezuela, uma situação que obrigou a organização a mudar regras e suspender o limite de cinco alterações na convocação. Além disso, também houve contágios nas seleções de Peru, Colômbia e Bolívia, a próxima adversária do Chile.