EFERio de Janeiro

A seleção brasileira conquistou nesta quinta-feira a segunda vitória em dois jogos pela Copa América 2020 ao derrotar o Peru por 4 a 0 no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro, demonstrando um bom futebol e algumas possibilidades de variação dentro do elenco.

Na reedição da última final, de 2019, em que o Brasil venceu por 3 a 1 no Maracanã, o técnico Tite trocou seis titulares em relação ao triunfo sobre a Venezuela por 3 a 0 no último domingo, em Brasília, e mesmo assim a equipe manteve o ritmo. Alex Sandro, Neymar, Everton Ribeiro e Richarlison marcaram um gol cada e consolidaram a equipe pentacampeã mundial na liderança do grupo B, com seis pontos.

O Peru, por sua vez, fez a sua estreia na competição, já que havia folgado na primeira rodada, e segura a lanterna, sem ponto algum e saldo de gols pior que o do Equador. A chave tem ainda Colômbia (4 pontos) e Venezuela (1 ponto), que mais cedo empataram sem gols no Estádio Olímpico de Goiânia.

A terceira rodada está marcada para o próximo domingo, mas não haverá Brasil em campo. A 'Blanquirroja' jogará contra os colombianos e Goiânia, e venezuelanos e equatorianos medirão forças no Nilton Santos.

A seleção começou a construir a goleada aos dez minutos de bola rolando, quando Everton Cebolinha cruzou, Gabriel Jesus recolheu após desvio e deu para Alex Sandro chutar de pé direito e fazer 1 a 0.

Apesar de ter mantido o domínio, o atual campeão deslanchou apenas no segundo tempo. Aos 14 minutos, o árbitro Patricio Loustau chegou a marcar pênalti de Tapia em Neymar, mas voltou atrás com a ajuda do VAR. Sem se abater, o camisa 10 levou da esquerda para o meio, bateu firme por baixo e fez 2 a 0 pouco depois, aos 22.

O terceiro foi marcado aos 43 e saiu em grande jogada coletiva. Everton Ribeiro tabelou com Neymar e entrou na área para completar o cruzamento rasteiro de Richarlison. Em seguida, aos 46, o próprio Richarlison pegou rebote de finalização de Roberto Firmino, tentou duas vezes e conseguiu marcar.