EFETeresópolis (RJ)

Enquanto não pode contar com todos os jogadores convocados para a Copa América, o técnico Tite utiliza jovens promessas de clubes brasileiros nos treinos da seleção para que ganhem experiência e ajudem em número nas atividades.

Tite decidiu chamar dez jogadores com até 20 anos, já que apenas sete dos 23 convocados para a Copa América estarão disponíveis nos primeiros dias de atividades. Os jovens foram vistos pela primeira vez na quinta-feira, quando treinaram junto com os convocados na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Alguns deles já estão na mira de clubes europeus e com contratos que os protegem de ofertas tentadoras. É o caso dos atacantes Guilherme Azevedo, de 18 anos, que nesta semana renovou o contrato com o Grêmio - agora com uma multa rescisória de R$ 360 milhões -, e Martinelli, de 17, prata da casa do Ituano que foi eleito a revelação do Campeonato Paulista.

Antes de chegar ao centro de treinamento, Guilherme Azevedo renovou com o Grêmio até 2024. A multa milionária visa dificultar uma saída precoce, levando em conta que o jogador já era sondado pelo Paris Saint-Germain. Campeão da Taça Libertadores de 2017, o atacanteacumula passagens pelas seleções de base.

Outro jogador do Grêmio chamado por Tite é o goleiro Phelipe, que aos 20 anos já é um velho conhecido da seleção brasileira. Em setembro do ano passado, o jogador treinou com a equipe antes dos amistosos contra Arábia Saudita e Argentina.

O também goleiro Yuri Sena, de 20 anos e que defende o Vitória, tem sido convocado para as seleções de base desde 2017, quando integrou o time que disputou o Mundial Sub-17 na Índia.

A lista segue com o lateral-direito Weverton, de 19 anos, que se destacou no Figueirense e rapidamente foi contratado pelo Cruzeiro, que adquiriu 60% dos direitos econômicos.

O lateral-esquerdo Ramón, que surgiu no Nova Iguaçu e assinou com o Flamengo quando tinha 16 anos, foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2018. Aos 18 anos, foi convocado pela seleção brasileira sub-20.

O zagueiro Morato, de 18 anos e no São Paulo desde 2015, é titular do time sub-20 tricolor desde que tinha 16, já treinou com os profissionais e recentemente renovou o contrato até 2023.

Bruno Fuchs, zagueiro de 20 anos do Internacional, disputou o Torneio de Toulon com a seleção brasileira em 2017 e no ano passado foi convocado para vários amistosos da seleção sub-20.

Cria do São Paulo, o meia Rodrigo Nestor, de 18 anos, foi campeão da Copinha em 2019 e é considerado uma das maiores promessas do clube.

O último a chegar a Teresópolis foi o meia Maurício, que desembarcou nesta sexta-feira. Aos 17 anos, ele treina com o elenco profissional do Cruzeiro, é o segundo maior artilheiro do sub-20 e também líder em assistências. EFE

cm/vnm