EFEAssunção

A Conmebol sorteou na última segunda-feira os confrontos da fase preliminar e os grupos da próxima edição da Taça Libertadores, em cerimônia realizada em Assunção, no Paraguai, decidindo os adversários dos sete brasileiros na competição.

O atual campeão da Libertadores, o River Plate, que bateu o Boca Juniors por 3 a 1, na prorrogação, em jogo disputado em Madri, terá um caminho nada fácil para tentar o bicampeonato do torneio.

O sorteio colocou no caminho do time comandado por Marcelo Gallardo logo na estreia o Internacional, que volta ao torneio cinco anos sem disputá-lo. No entanto, a chave, que também terá o Alianza Lima, pode ter mais uma pedreira.

O quarto elemento do grupo A pode ser o São Paulo, que entra na segunda fase preliminar da Libertadores, diante do Talleres. Se avançar, a equipe paulista encara o vencedor do duelo entre Palestino, do Chile, e Independiente Medellín.

Semifinalista da atual edição da competição e campeão em 2017, o Grêmio também terá adversários complicados no grupo H. Universidad Católica e Rosário Central já estão definidos ao lado do time da equipe de Renato Gaúcho da chave.

O quarto time pode ser o Atlético Nacional, da Colômbia. O campeão da Libertadores em 2016 também entra no torneio na segunda fase preliminar e aguarda o vencedor do confronto entre La Guaira ou Real Garcilaso. Caso avance, os adversários podem ser Libertad ou o terceiro classificado da Bolívia, que ainda não foi definido.

O sorteio também não foi simples para o Palmeiras, campeão brasileiro em 2018, que terá pela frente o San Lorenzo e o Júnior Barranquilla , derrotado pelo Athletico-PR na decisão da Copa Sul-Americana na última quarta-feira.

Ainda falta a definição da quarta equipe do grupo, que pode ser a tradicional Universidad de Chile ou o Nacional, do Paraguai.

O Furacão caiu em um grupo já definido. Apesar da presença do todo-poderoso Boca Juniors, a equipe paranaense disputa uma vaga nas oitavas de final com o Jorge Wilstermann e o Deportivo Tolima, famoso por eliminar o Corinthians, do técnico Tite, ainda na fase preliminar da Libertadores em 2011.

Os demais brasileiros que tentarão o título continental em 2019 tiveram mais sorte que os adversários. O Cruzeiro, eliminado pelo Boca nas quartas de final na última edição do torneio, está no grupo B, ao lado de Emelec, Huracán, e Deportivo Lara.

O Flamengo, que caiu para o Cruzeiro nas oitavas de final neste ano, foi cabeça de chave do grupo D, tendo como adversários Peñarol, LDU e o segundo time boliviano que ainda serão definido.

Já o Atlético-MG, assim como o São Paulo, entra na segunda fase preliminar da Libertadores e encara o Danubio. O primeiro jogo está marcado para o Uruguai, com a decisão marcada para a Arena Independência.

Caso avance, o Galo pega o vencedor do confronto entre Barcelona de Guayaquil e quem passar de Defensor e o quarto classificado da Bolívia. E, se ficar com a vaga, o time mineiro entra no grupo E, ao lado de Nacional, do Uruguai, Cerro Porteno e Zamora.

A edição de 2019 da Libertadores será a primeira da história com final em jogo único. No evento realizado nesta segunda-feira, o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, anunciou que a decisão será realizada em Santiago, no Chile.