EFESão Paulo

Superior ao longo dos 90 minutos e com contra-ataques mortais, o Independiente del Valle bateu o Corinthians nesta quarta-feira por 2 a 0, em São Paulo, e abriu grande vantagem para chegar à decisão da Copa Sul-Americana.

Os dois gols do jogo, válido pela partida de ida da semifinal do torneio, foram marcados pelo atacante panamenho Gabriel Torres. O primeiro saiu pouco antes do intervalo, e o segundo aos 24 minutos da etapa derradeira, ambos em rápidos contra-ataques que surpreenderam a defesa dos donos da casa.

O Independiente del Valle ainda teve um gol anulado pelo VAR, marcado contra pelo zagueiro Gil, logo no início da partida.

Com a dura derrota na Arena Corinthians, o Timão precisará repetir o placar na próxima quarta-feira, no Estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito, a 2.850 metros de altitude, para levar a disputa para os pênaltis. O Del Valle se classifica com um qualquer empate ou com derrotas por até um gol.

Mesmo jogando na Arena Corinthians, o time equatoriano não se intimidou, partiu para cima dos donos da casa e teve um gol anulado pelo VAR aos 10 minutos do primeiro tempo.

Dájome recebeu na entrada da área e chutou para a defesa de Cássio. No rebote, porém, Gil acabou jogando para o próprio gol. A sorte para o Corinthians é que o meio-campista do Del Valle estava impedido no início da jogada, marcação só confirmada após longa consulta ao sistema de vídeo.

O lance acordou o Corinthians, que se arriscou mais no ataque. As melhores chances saíram dos pés de Clayson e Mateus Vital. Danilo Avelar também teve a chance de marcar aos 33, depois de pegar sobra de cruzamento e bater cruzado. A bola percorreu toda a área, mas ninguém apareceu para completar para a rede.

Pouco antes do intervalo, os visitantes encaixaram um contra-ataque mortal para marcar o primeiro no jogo. Aos 44, Segovia roubou bola na intermediária e lançou Mera. Após bate e rebate na área, Gabriel Torres ficou com a sobra e superou Cássio. O bandeirinha chegou a anular o lance, posteriormente validado pelo VAR.

Insatisfeito, o técnico do Corinthians, Fábio Carille, fez duas mudanças antes do segundo tempo, colocando Gustagol no lugar de Clayson e substituindo Gabriel por Matheus Jesus.

As alterações tornaram o time mais ofensivo. Aos 7, Vágner Love chutou com muito perigo após pivô feito por Mateus Vidal. Quatro minutos depois, foi a vez de Gustagol assustar o goleiro Pinos.

Mas o Del Valle seguia perigoso nos contra-ataques e conseguiu ampliar a vantagem. Aos 24 minutos, Pedrinho foi desarmado no meio-campo, Cabeza avançou pela direita e cruzou para Gabriel Torres, nas costas da defesa, anotar o segundo.

Abalado pelo segundo gol, o Timão tentou pressionar o adversário para diminuir o prejuízo para o jogo de volta, mas foi pouco efetivo, para a irritação dos torcedores que lotaram a Arena Corinthians.

Ficha Técnica:.

Corinthians: Cássio; Fágner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel (Mateus Jesus), Júnior Urso, Mateus Vital e Pedrinho (Janderson); Clayson (Gustavo) e Vágner Love. Técnico: Fabio Carille.

Independiente del Valle: Pinos; Landázuri, Schunke, Segovia e Preciado; Franco, Pellerano, Jhon Sánchez (Corozo), Mera (Léon) e Dájome (Cabeza); Gabriel Torres. Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Árbitro: Leodán González (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Richard Trinidad e Miguel Nievas.

Gols: Gabriel Torres (2) (Independiente del Valle).

Cartões amarelos: Fágner e Gabriel (Corinthias); Dájome (Independiente del Valle).

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo.