EFEBuenos Aires

O corpo de Emiliano Sala será velado no sábado na cidade argentina de Progreso, na sede do San Martín, onde o atacante deu os primeiros passos no futebol, segundo informou nesta quarta-feira o presidente do clube, Daniel Ribero.

A cerimônia será aberta durante o dia inteiro a todos que desejarem se despedir do jogador. Depois, o corpo será transferido ao cemitério para a realização do enterro.

"Vai estar aberto a toda a cidade e a todo o mundo. As pessoas vão poder passar e ter alguns minutos para rezar e ou fazer o que têm costume, dependendo da crença de cada um", afirmou Ribero.

Os restos mortais de Sala e os parentes do jogador que foram à França para acompanhar as buscas do corpo chegarão ao aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, na sexta-feira. Logo em seguida, irão para Progreso, onde devem chegar ainda à noite ou na madrugada de sábado.

Sala nasceu na pequena cidade de Cululú, mas aos quatro anos se mudou para a vizinha Progreso, de 3.000 habitantes, na província de Santa Fé. Lá, cresceu e deu os seus primeiros passos como jogador antes de viajar à França para se consolidar como profissional.

Aos 16 anos, Sala trocou Santa Fé por Córdoba para fazer parte do Proyecto Crecer. Quatro anos depois, assinou contrato com o Bordeaux.

Sala foi emprestado a equipes de divisões inferiores e alcançou o auge no ano passado, ao marcar 12 gols pelo Nantes, clube ao qual chegou em 2015. O bom desempenho chamou a atenção do Cardiff, que fez o maior investimento de sua história para contar com o jogador.

Durante a viagem de Nantes para Cardiff no dia 22 de janeiro, o pequeno avião que levava Sala e o piloto sumiu dos radares. No dia 3 de fevereiro, partes da aeronave acidentada foram encontradas no canal da Mancha.