EFELondres

O goleiro Thibaut Courtois não teria forçado sua saída do Chelsea para o Real Madrid se sua família tivesse se mudado para Londres, afirmou neste domingo o agente do agora jogador do Real Madrid, Christophe Henrotay.

Courtois, de 26 anos, tinha que se reapresentar aos 'Blues' na última segunda-feira, mas não apareceu no centro de treinamento de Cobham, no sudeste de Londres, tentando forçar a transferência.

"O acordo (com o Real Madrid) estava pronto para ser assinado. O ideal era que ele não precisasse fazer isso, mas a situação foi assim. Ele pediu perdão e todos estão felizes", disse o agente em entrevista à "BBC Rádio 5" sobre a rebeldia do goleiro.

"É certo que alguns jogadores forçam suas transferências e é também correto que Thibaut estava estressado com a situação porque o Real fez uma oferta por ele e havia a oportunidade de ir (para Madri). Ele sofreu achando que não iria ocorrer", ressaltou.

Courtois queria voltar à capital espanhola para ficar perto de seus dois filhos. A família vive na Espanha desde a época em que o goleiro atuava pelo Atlético de Madrid, antes de ir para o Chelsea.

"Se sua família estivesse em Londres tudo seria diferente. Ele teria ficado aqui. Não há nenhuma razão para deixar um clube como o Chelsea, no qual ele poderia seguir conquistando títulos", afirmou.

"Infelizmente, os filhos vivem com a mãe em Madri. São motivos pessoais e é preciso respeitá-los. O Chelsea entendeu a situação e facilitou o acordo", explicou o agente do goleiro.