EFEAntofagasta (Chile)

O Fluminense se tornou o terceiro brasileiro a se classificar para a segunda fase da Copa Sul-Americana, depois de Botafogo e Corinthians, ao vencer o Deportes Antofagasta por 2 a 1 fora de casa, depois de ter empatado sem gols no Maracanã na partida de ida.

O time carioca teve grande início de jogo no Estádio Regional Calvo y Bascuñán, na cidade chilena de Antofagasta, e saiu à frente graças ao gol de Everaldo. Jason Flores ainda empatou para os donos da casa, mas Luciano marcou o segundo minutos depois de ter desperdiçado um pênalti e selou a classificação do Flu, semifinalista no ano passado e que fica esperando sorteio para saber o próximo adversário.

O Tricolor não pôde contar com o zagueiro Digão, machucado, além do também defensor Nino, o volante Allan e o meia Paulo Henrique Ganso, que não foram inscritos a tempo para a primeira fase. O zagueiro Léo Santos não pode jogar pelo Flu na Sul-Americana porque já defendeu o Corinthians na competição.

A equipe visitante começou bem a partida, bastante presente no campo de ataque, e fez 1 a 0 aos 17 minutos do primeiro tempo. Airton roubou a bola perto do grande círculo e serviu Yony Golzález, que progrediu e rolou para Everaldo bater cruzado e abrir o placar.

A vantagem, no entanto, não durou muito. Aos 25, após o erro de Gilberto no meio de campo, a bola foi de pé em pé no ataque do Antofagasta até Peñailillo levantar. Figueroa cabeceou para o meio e, também de cabeça, Jason Flores completou para a rede.

A virada poderia ter acontecido aos 40, quando Felipe Flores deixou Bruno Silva e Gilberto na saudade e mandou a bomba cruzada. Ninguém apareceu para completar, e o Flu ficou com o tiro de meta. Depois do intervalo, aos oito minutos do segundo tempo, Fierro, veterano jogador ex-Flamengo, teve liberdade pela direita e levantou na cabeça de Delfino, que concluiu rente à trave.

O tetracampeão brasileiro teve a chance de sair do sufoco aos 15, em cobrança de pênalti sofrido por Matheus Ferraz. Contudo, Luciano "telegrafou" o canto, bateu fraco para o lado esquerdo e Hurtado defendeu.

Luciano foi do inferno ao céu em oito minutos. Everaldo passou na esquerda da área para González, que tocou para o meio. O camisa 18 tricolor chegou antes da marcação e do goleiro e deu um toquinho rasteiro para desempatar.

O time chileno, que disputou uma competição continental pela primeira vez, até esboçou um abafa para ir em busca da virada necessária para avançar, mas o Tricolor se segurou bem e ainda desperdiçou algumas chances para fazer o terceiro. Na melhor delas, aos 48 minutos, Bruno Silva chutou, e o goleiro defendeu. Gilberto pegou o rebote, tabelou com o volante e errou o alvo por centímetros.

Ficha técnica:.

Deportes Antofagasta: Hurtado; Fierro (Balboa), Delfino, Astaburuaga e Peñailillo; Collao (Blanco), Schultz, Jason Flores, Sandoval e Felipe Flores (Bello); Figueroa. Técnico: Gerardo Ameli.

Fluminense: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Frazan (Paulo Ricardo) e Caio Henrique; Airton, Bruno Silva e Daniel (Marlon); Luciano, Everaldo (Ezequiel) e Yony González. Técnico: Fernando Diniz.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Alexander Guzmán e John Alexander León.

Sandoval, Felipe Flores e Delfino (Antofagasta); Frazan, Bruno Silva, Luciano e Everaldo (Fluminense).

Gols: Jason Flores (Antofagasta); Everaldo e Luciano (Fluminense).

Estádio Regional Calvo y Bascuñán, em Antofagasta (Chile).