EFERedação Central

A organização do Campeonato Mundial de Fórmula 1 anunciou nesta terça-feira as datas das oito primeiras etapas da temporada de 2020, que terá início quase quatro meses depois do programado, devido a pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

A maior novidade apresentada hoje é a realização de "rodadas duplas", com o Red Bull Ring sediando no fim de semana de 5 de julho o Grande Prêmio da Áustria, e em 12 de julho o Grande Prêmio da Estíria, em referência ao estado onde está a cidade de Spielberg.

A quarta e a quinta etapa também acontecerão em formato semelhante, no circuito de Silverstone, nos fins de semana de 2 e 9 de agosto. Primeiro, acontecerá o tradicional GP da Grã-Bretanha e na sequência o GP do Aniversário de 70 Anos, em referência ao tempo de existência da categoria.

Entre as rodadas duplas, acontecerá em 19 de julho o Grande Prêmio da Hungria, no circuito de Hungaroring.

As outras três etapas já confirmadas pela organização da Fórmula 1 são o GP da Espanha, em 16 de agosto; o GP da Bélgica, em 30 de agosto; e o GP da Itália, em 6 de setembro.

Todas as provas, de acordo com a categoria, serão realizadas com portões fechados para o público, de acordo com as determinações dos respectivos governos nacionais.

Por enquanto, a previsão é conseguir terminar a temporada de 2020 ainda neste ano, com a disputa de 15 a 18 etapas. Os Grandes Prêmios de Austrália, Mônaco, França e Holanda já tinham sido cancelados recentemente.

Segue em aberto a realização dos GPs do Bahrein, Vietnã, China, todos que já deveriam ter acontecido, segundo o calendário original; além de Azerbaijão, Canadá, Singapura, Rússia, Japão, Estados Unidos, México, Brasil e Abu Dhabi.