EFELondres

O técnico espanhol Josep Guardiola garantiu nesta terça-feira, em entrevista coletiva concedida na véspera do duelo com o Tottenham, pela volta das quartas de final da Liga dos Campeões, que não foi contratado pelo Manchester City com a obrigação de conquistar o torneio.

"Não vim aqui para ganhar a 'Champions'. Vim aqui para fazer o time jogar da forma que jogou nos últimos 20 meses. Por isso estou aqui", garantiu o ex-Barcelona e Bayern de Munique, na sala de imprensa do Etihad Stadium.

Nesta quarta-feira, o City receberá o Tottenham precisando reverter derrota sofrida na ida, em Londres, por 1 a 0. A equipe de Manchester avança no tempo normal apenas se vencer por dois gols de diferença. Caso devolva o placar da ida, forçará a prorrogação.

"Não será parecido como na ida. É preciso marcar gols, e a razão por termos tentado jogar na ida com mais controle de bola, foi pelos jogos que teríamos pela frente neste momento", explicou Guardiola, lembrando de se tratar da reta final da temporada e da quantidade de lesões no elenco.

Na coletiva, o espanhol admitiu que o lateral-esquerdo ucraniano Oleksandr Zinchenko deve perder o jogo por lesão, e que todos os que estavam entregues ao departamento médico estão liberados, entre eles, o volante Fernandinho, que tem chances de aparecer entre os titulares contra o Tottenham. EFE

msg/bg