EFERedação Central

Após o anúncio de que algumas das finais do atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem, serão disputadas pela manhã, a federação internacional do esporte (IAAF) comentou a medida e disse que a novidade deve levar mais visibilidade às provas.

Nove finais serão disputadas pela manhã, o arremesso de peso, os 100m com barreiras, os 400m com barreiras e o salto em distância femininos, além do salto em distância, o salto triplo, os 110 metros com barreiras cercas e os 400 metros com barreiras masculinos. A maratona e todas as provas de marcha atlética também continuam no turno matutino.

Tóquio tem sete horas de diferença de fuso para a Europa Central, 12 horas para Brasília, 13 horas para a costa leste dos Estados Unidos e 16 horas para a costa oeste do país, que é o que mais contribui para os Jogos através de direitos de televisão e patrocinadores.

A IAAF destacou também que as provas de maratona e marcha atlética começarão até as 6h (local) para garantir aos competidores as condições mais seguras possíveis. Os 50 quilômetros da marcha terão largada às 5h30 para minimizar o risco das altas temperaturas do verão da capital japonesa.

Pela distribuição dos horários, a maioria dos atletas que costumam competir nos 50 quilômetros e nos 20 quilômetros poderá disputar as duas provas, assim como os velocistas dos 400 metros rasos poderão estar no revezamento 4x400m.

O programa de atletismo de Tóquio 2020 terá início no dia 31 de julho, e as últimas provas serão realizadas em 9 de agosto.