EFETóquio

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, considera a confirmação dos Jogos Olímpicos de 2032 em Brisbane, na Austrália, "mais um passo rumo à estabilidade" que a entidade busca depois da pandemia de covid-19.

"Espero que seja um período mais tranquilo", disse o alemão sobre os próximos anos, para os quais o COI concedeu os Jogos Olímpícos a Paris, em 2024, Los Angeles, em 2028, e Brisbane, em 2032.

Ao falar sobre o povo australiano, Bach elogiou o "amor apaixonado pelo esporte", assim como o projeto para a nova edição do evento.

"Está absolutamente em linha com as reformas do COI. É um projeto sustentável que criou um legado antes mesmo de começar", anunciou.

A assembleia do COI confirmou nesta quarta-feira Brisbane como sede olímpica, com 72 votos a favor e cinco contra, seguindo uma proposta do comitê executivo.

Duas horas antes da votação, a presidente do comitê organizador dos Jogos de Tóquio, Seiko Hashimoto, divulgou sob embargo à imprensa suas felicitações a Brisbane. No entanto, segundo Bach, os membros do COI não carecem de autonomia para decidir.

"Não dá para culpar os membros do COI por um comunicado de imprensa do comitê organizador. Eles ouviram hoje o terceiro relatório da comissão sobre a candidatura e foram consultados", afirmou o dirigente.