EFETóquio

O Comitê Organizador de Tóquio 2020 confirmou nesta segunda-feira que os próximos Jogos Olímpicos começarão a ser disputados no dia 23 de julho de 2021, quase um ano após a data inicialmente prevista.

O anúncio foi feito em entrevista coletiva pelo presidente da entidade, Yoshiro Mori, pouco depois de conversar por telefone com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

A nova data foi proposta pelos organizadores levando em conta que era preciso dar "tempo suficiente para a preparação" dos atletas e de outras partes envolvidas. Também havia a preferência de que o evento ocorresse durante um período de férias, segundo Mori.

"Devido à situação do coronavírus, também acreditávamos que era melhor que os Jogos ocorressem no verão (do Hemisfério Norte)", acrescentou o dirigente sobre a necessidade de esperar a situação se normalizar.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começariam no dia 24 de julho deste ano, mas em 24 de março foi anunciado o adiamento do evento devido à grande disseminação da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus e que provocou o cancelamento de torneios classificatórios, a suspensão de treinos e a restrição de viagens internacionais.

De acordo com o anúncio de Mori, as provas olímpicas começarão em 23 de julho de 2021 e terminarão em 8 de agosto. Já os Jogos Paralímpicos terão início em 24 de agosto e acabarão em 5 de setembro do mesmo ano.

São praticamente as mesmas datas que estavam previstas para 2020, com a antecipação de um dia para que a abertura coincida com uma sexta-feira.