EFEParis

O diretor-esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, afirmou nesta quinta-feira que não existe qualquer novidade sobre possível transferência do atacante Neymar, dois dias depois de se reunir com representantes do Barcelona.

"Há discussões sobre o futuro, como vocês sabem, mas não há nada avançado", disse o dirigente, em entrevista à emissora francesa "RMC Sport".

Na conversa, Leonardo lembrou que o PSG não está sedento por negociar o craque brasileiro, deixando claro a postura do clube da capital da França nas conversas com os interessados.

"Continua sendo do Paris Saint-Germain, e ainda tem três anos de contrato. Não devem se esquecer disso", garantiu.

Leonardo também questionado sobre a situação física do camisa 10, que foi cortado da disputa da Copa América, entre junho e julho, por ter sofrido rompimento no ligamento do tornozelo direito durante a preparação da seleção brasileira.

"As coisas são simples, Neymar foi acompanhado pelos principais médicos e cirurgiões do mundo no início da temporada e sua fratura no quinto metatarso está totalmente consolidada. A lesão de Neymar está completamente resolvida", afirmou.

O ex-meia do PSG, que faz a segunda passagem pelo clube como dirigente, negou que o brasileiro esteja afastado do elenco, mas reconheceu que há motivos para o descontentamento do torcedor.

"Neymar cometeu erros. Você sabe, eu não o conhecia antes. Com o passar dos dias, eu o conheço. E eu sinceramente acho que ele é um bom menino com uma equipe muito boa. E, em campo, ele é um jogador incrível", avaliou.

Segundo informações veiculadas pela imprensa francesa, o Paris Saint-Germain quer receber, ao menos 100 milhões de euros (R$ 446 milhões) e mais dois jogadores, pelo atacante.