EFERiad

Mais de cem jogadores, treinadores e dirigentes de duas ligas de futebol da Arábia Saudita testaram positivo para o novo coronavírus nas últimas três semanas, de acordo com anúncio feito neste sábado pela Federação de Futebol da Arábia Saudita (SAFF, na sigla em inglês).

A SAFF informou em sua conta no Twitter que, após realizar entre 21 de junho e 8 de julho, 1.351 testes para Covid-19 em pessoas envolvidas na Taça da Liga Príncipe Mohammad bin Salman, na qual 16 clubes participam, 97 casos positivos foram detectados.

Destes, 50 são jogadores, enquanto os 47 restantes são técnicos e dirigentes.

Por outro lado, na Liga do Príncipe Mohammad bin Salman para os clubes da Primeira Divisão, com cerca de 20 equipes, foram realizados 781 exames médicos e foi descoberto que 25 jogadores estão infectados com o coronavírus.

Em meados de junho, a SAFF anunciou que a Liga Profissional retornará de 4 de agosto a 9 de setembro, depois de ter sido suspensa indefinidamente em março devido à pandemia. No entanto, essa volta acontecerá com medidas extraordinárias, como a proibição de torcida nos estádios e a realização de cinco substituições durante o jogo.

A Arábia Saudita é um dos países mais afetados pela Covid-19 no Oriente Médio, tendo registrado mais de 225 mil casos e 2.150 mortes até agora, segundo os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS).