EFESantiago (Chile)

Seis meses e quatro dias depois de ter empatado com o Internacional em 0 a 0 na Arena, o Grêmio voltará à Taça Libertadores nesta quarta-feira com mudanças, enfrentando a Universidad Católica no estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago.

O Imortal é vice-líder do grupo E, com quatro pontos e saldo pior que o do rival Inter, que aparece na ponta da tabela. A Católica, por sua vez, ainda não pontuou e segura a lanterna, atrás também do América de Cali, que tem três pontos.

O Tricolor ainda não se encontrou no Campeonato Brasileiro, no qual é apenas 12º colocado, com 12 pontos em nove jogos. Pesa contra a equipe dirigida por Renato Gaúcho o alto número de empates, com seis, além de duas vitórias e só uma derrota.

Renato perdeu o seu principal jogador de março para cá, o atacante Everton Cebolinha, que foi para o Benfica, além do lateral-esquerdo Caio Henrique, negociado com o Monaco. O treinador recebeu outro Everton, o meia-atacante que estava no São Paulo e foi trocado por Luciano.

Outra ausência, esta por lesão, será do zagueiro Walter Kannemann, que se recupera de lesão e será substituído por David Braz. No meio, Maicon, que sentiu um desconforto no empate com o Fortaleza, no fim de semana, ainda não tem presença garantida e pode dar lugar a Lucas Silva ou Darlan.

A Católica, que lidera o Campeonato Chileno, também tem baixas. O técnico Ariel Holan terá de prescindir do goleiro Toselli, dos laterais Cornejo e Parot e do meio-campista Francisco Silva, todos machucados. Além disso, o zagueiro Kuscevic está perto de acertar a transferência para o Dínamo de Zagreb e não foi relacionado.

'La UC' faz grande campanha no Chileno e aposta no desempenho em âmbito local para reagir na Libertadores. A equipe soma 28 pontos em 11 rodadas e já abriu seis de frente para a segunda colocada, a rival Universidad de Chile.

Prováveis escalações:.

Universidad Católica: Dituro; Fuenzalida, Lanaro, Huerta e Rebolledo; Pinares, Aued e Saavedra; Lezcano, Zampedri e Puch. Técnico: Ariel Holan.

Grêmio: Vanderlei; Orejuela, Pedro Geromel, David Braz e Bruno Cortez; Maicon (ou Lucas Silva), Matheus Henrique, Alisson, Isaque e Everton; Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: Darío Herrera (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Julio Fernández e Cristian Navarro.

Estádio: San Carlos de Apoquindo, em Santiago.