EFERedação Central

A ex-jogadora e técnica de basquete Anne Donovan, campeã olímpica nas duas funções e integrante do Hall da Fama da modalidade, morreu após sofrer um infarto na noite nesta quarta-feira, segundo informações divulgadas pela família em comunicado.

Donovan ganhou duas medalhas de ouro olímpicas como atleta, em 1984 e 1988, e dirigiu a seleção dos Estados Unidos no título em Pequim 2008, além de ter sido campeã universitária jogando e da WNBA, a liga americana feminina, treinando o Seattle Storm em 2004.

"Uma das melhores jogadoras de basquete na sua posição", declarou o treinador do Las Vegas Aces, Bill Laimbeer, sobre a ex-pivô. "Se destacou pela sua altura, mas também pela sua habilidade para jogar e continuou durante toda a sua vida, como treinadora, como embaixadora. O que é que tenha feito, fez bem", acrescentou.

Donovan entrou no Hall da Fama do Basquete Naismith Memorial em 1995, fez parte da classe inaugural do Hall da Fama do Basquete Feminino em 1999 e foi incluída também no Hall da Fama Fiba em 2015.

"Anne era um gigante em todo o sentido da palavra, e sei que não há palavras para descrever a tristeza da comunidade de basquete feminino com esta notícia trágica", declarou a presidente da WNBA, Val Ackerman. "Foi pioneira e ícone no basquete feminino e causou um impacto profundo e duradouro em todos os níveis como jogadora, treinadora, colega e amiga", completou.

No último fim de semana, a ex-jogadora esteve em Knoxville, no estado do Tennessee, para participar da cerimônia do Hall da Fama do Basquete Feminino, onde sua treinadora na escola secundária, Marie Battaglia, foi incluída na turma de 2018.