EFERedação Central

O River Plate, menos de uma semana e meio após conquistar a Taça Libertadores, estreará nesta terça-feira no Campeonato Mundial de Clubes, encarando o Al Ain, dos Emirados Árabes, anfitrião da competição, que já passou por dois jogos para chegar às semifinais.

O time argentino sequer teve tempo de comemorar a conquista continental no país de origem, já que venceu no último dia 9 o Boca Juniors, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, devido aos problemas de segurança registrados em Buenos Aires em 25 de novembro, e embarcou direto para a disputa do torneio.

Nesta terça-feira, o River entrará em campo no Hazza bin Zayed Stadium, justamente em Al Ain, casa do campeão local, que começou jornada no Mundial derrotando o Team Wellington, da Nova Zelândia, nos pênaltis, após estar perdendo por 3 a 0 na etapa inicial, do tempo normal, e depois bateu o Espérance de Tunis por 3 a 0.

Esta é a segunda vez na história que os 'Millonarios' disputam o torneio. Na primeira, em 2015, o time também encarou representante do país-sede nas semifinais, no caso, o Sanfrecce Hiroshima, do Japão. A vaga, para encarar o Barcelona na decisão, veio após suada vitória por 1 a 0, graças a gol do atacante Lucas Alario.

Para a estreia no Mundial, o técnico Marcelo Gallardo conta com o retorno do atacante colombiano Rafael Borré, que perdeu a volta da final da Libertadores, devido suspensão. O jogador, no entanto, ainda não tem presença confirmada no time titular.

O camisa 19 deu lugar a Nacho Fernández, que começou jogando o segundo clássico com o Boca. O meia Juan Quintero, um dos grandes nomes do jogo disputado no Bernabéu, com direito a gol marcado na prorrogação, entrou na briga por um lugar no time.

No mais, Gallardo deve repetir a formação da segunda partida da final, com Armani no gol; Montiel, Maidana, Pinola e Casco integrando a linha defensiva, Pérez, Ponzio, Palacios e Pity Martínez no meio, e Pratto no comando de ataque.

O Al Ain, por sua vez, aposta em diversos estrangeiros, entre eles, o atacante Caio, formado na base do São Paulo. Além disso, o time comandado pelo croata Zoran Mamic conta com o meia japonês Tsukasa Shiotani, que vem atuando como lateral-esquerdo, o meia malinês Tongo Doumbia e o atacante sueco Marcus Berg.

Curiosamente, na vitória sobre o Espérance de Tunis, dois dos gols foram marcados por jogadores nascidos no Emirados Árabes, o zagueiro Mohamed Ahmed e o atacante Bandar Al-Ahbabi. Além disso, o meia egípcio Hussein El Shahat também balançou a rede.

O vencedor do duelo entre River e Al Ain enfrentará, no mesmo dia, o ganhador de Real Madrid e Kashima Antlers, que jogarão na quarta-feira, no Zayed Sports City Stadium, em Abu Dhabi. A decisão do título acontecerá no sábado, mesmo dia da disputa do terceiro lugar.

Prováveis escalações:.

River Plate: Armani; Montiel, Maidana, Pinola e Casco; Pérez, Ponzio, Palacios e Martínez; Borré (ou Quintero) e Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo.

Ael Ain: Eisa; Al-Ahbabi, Ismail, Ahmed e Shiotani; Yaslam, Fayez, Barman e Doumbia; El Shahat e Caio. Técnico: Zoran Mamic.

Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália), auxiliado pelos compatriotas Elenito de Liberatore e Mauro Tonolini.

Estádio: Hazza bin Zayed Stadium, em Al Ain (Emirados Árabes).