EFERio de Janeiro

O meia Oscar Romero, do Xangai Shenhua, afirmou nesta sexta-feira que a prioridade da seleção do Paraguai na Copa América será consolidar uma equipe para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

"O objetivo é chegar da melhor forma nas eliminatórias. O técnico (Eduardo Berizzo) está há pouco tempo (no cargo), mas esse torneio será um teste fundamental para que ele tire suas conclusões", disse Romero em entrevista coletiva concedida no Rio de Janeiro.

Última seleção a chegar ao Brasil para o torneio, o Paraguai desembarcou ontem no Rio, onde enfrentará o Catar no domingo, no Maracanã. Junto com os 23 convocados, Berizzo trouxe 15 jovens das categorias de base para ajudar na preparação.

Romero elogiou a decisão do técnico, mais uma vez ressaltando que a prioridade do Paraguai deve ser conseguir uma vaga na próxima Copa do Mundo pelas eliminatórias. O país não disputa o Mundial desde 2010, quando foi batido pela Espanha nas quartas de final, o melhor resultado da história da 'Albirroja'.

"O objetivo é estar no próximo Mundial", frisou o meia.

A missão na Copa América será difícil. O Paraguai caiu no grupo B, ao lado de Argentina, Colômbia e Catar, convidado pela organização para disputar o torneio. Mas Romero não descarta a chance de chegar longe na competição realizada no Brasil.

"Vamos pensar positivamente. Tentaremos fazer uma boa Copa América e estamos trabalhando para isso. Temos que pensar positivo e fazer um bom torneio, mas depois consolidar cada vez mais esse grupo com o qual estamos trabalhando", disse ele.

"Sabemos qual é o (momento) presente da seleção e certamente a ideia é mudar essa cara, fazer que o Paraguai melhore em todos os aspectos. Esse torneio será um teste fundamental para o que virá nos próximos meses", completou Romero.

Irmão do atacante Ángel Romero, o meia disse que tem boas referências do futebol brasileiro graças ao que ouve do jogador do Corinthians. Para Oscar, a seleção brasileira é a principal favorita ao título da Copa América, especialmente por jogar em casa.

O meia paraguaio ainda coloca duas outras seleções na briga pelo troféu. A Argentina, por contar com um jogador como Lionel Messi, e o Chile, campeão das duas últimas edições da Copa América.

Sobre o Catar, primeiro adversário do Paraguai no torneio, Romero afirmou que é preciso estar atento porque várias seleções têm condições de surpreender na Copa América.

Romero disse ter acompanhado de perto da Copa da Ásia, vencida pelo Catar, por estar atuando na China. Para o meia, o país que sediará a Copa do Mundo de 2022 tem jogadores de grande qualidade.

"Qualquer seleção hoje em dia é forte e por isso temos que nos preparar em dobro para encarar todas as partidas", sintetizou Romero.