EFEValladolid

O ex-atacante Ronaldo Fenômeno falou nesta quinta-feira, em evento realizado na Espanha, sobre a compra da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Cruzeiro e destacou que, para realizar a operação, precisou de "coragem".

O presidente do Valladolid, atual terceiro colocado da segunda divisão do Campeonato Espanhol, participou hoje de um café da manhã organizado pela Associação de Imprensa Esportiva de Valladolid.

No encontro, Ronaldo deu detalhes sobre o negócio envolvendo o clube mineiro, em que confirmou investimento inicial de "10 milhões de euros (R$ 52,8 milhões)” e com o qual tem "uma obrigação de investimento de 50 milhões de euros (R$ 264,45 milhões)".

Os detalhes renderam questionamentos ao ex-jogador e agora dirigente, sobre a origem do dinheiro usado para a aquisição da SAF do Cruzeiro, depois de informações de que o brasileiro havia "investido todo o dinheiro" no Valladolid.

"Seu eu contar para vocês", brincou Ronaldo.

"Fiz um investimento grande no Valladolid, agora outro no Cruzeiro. Além disso, exerci esta compra em um momento em que já pode ser feita valer a experiência adquirida no Real Valladolid, para propor uma gestão simples, com pouca gente, mas capacitada e sempre buscando seguir os protocolos do futebol brasileiro", completou.

Ronaldo ainda destacou a sinergia "incrível" entre o clube espanhol e a Raposa, não apenas quanto ao mercado de jogadores, "mas também em sistemas e formas de trabalhar".

O ex-atacante confirmou que Javier Torres Gómez, diretor de metodologia do Valladolid, viajou para o Brasil, para aportar informações ao Cruzeiro.

"É possível o intercâmbio de muitas informações entre os dois clubes", avaliou Ronaldo, que ainda revelou o desejo de realizar um jogo entre as equipes, durante a pré-temporada europeia, no meio deste ano. EFE