EFERedação Central

Na véspera de mais uma edição do clássico do Rio da Prata, desta vez no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, pelo grupo A da Copa América, o técnico da Argentina, Lionel Scaloni, elogiou o Uruguai e enalteceu a dupla de ataque adversária, formada por Edinson Cavani e Luis Suárez.

"É uma das melhores seleções do mundo. Sou um fã deles desde sempre, tenho muitos conhecidos e amigos nesse país. O jogo de amanhã é o típico jogo que todos querem ver. É uma seleção importante não só a nível sul-americano, mas também mundial. São duas seleções muito competitivas", declarou o treinador argentino em entrevista coletiva.

Scaloni revelou o que pretende fazer para tentar minar o poderio ofensivo da 'Celeste', que conta com Suárez e Cavani. Aos 34 anos, os dois jogadores continuam tendo destaque no futebol mundial atuando por Atlético de Madri e Manchester United, respectivamente.

"É importante tentar mantê-los longe da área para que fiquem incomodados. O ideal seria tê-los distantes e ter o controle da partida", comentou.

Quem também participou da coletiva foi o goleiro Emiliano Martínez, que neste ano conquistou a titularidade na seleção após boa temporada pelo Aston Villa. No entanto, ele admitiu que não considera ter lugar garantido.

"Estamos todos lutando por um lugar, aqui quem for o melhor joga. Disputei três jogos, mas tenho que ir jogo a jogo para continuar sendo o goleiro da seleção. O técnico nos passa confiança, e tentamos da melhor maneira possível", afirmou Martínez.