EFERio de Janeiro

O técnico Tite encerrou nesta sexta-feira os rumores sobre uma suposta ausência do atacante Neymar na lista de convocados para defender a seleção brasileira na Copa América, ao incluí-lo entre os 23 relacionados, em convocação feita na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

O camisa 10 estava na berlinda por agredir um torcedor do Rennes após derrota do Paris Saint-Germain na final da Copa da França, em 27 de abril. A expectativa era se haveria punição semelhante a sofrida pelo meia-atacante Douglas Costa, que não foi chamado para amistosos em setembro, após cuspir em adversário durante jogo da Juventus, pelo Campeonato Italiano.

"Neymar errou. Vou conversar com ele, assim como conversei como o Douglas Costa, assim como conversei com o Paquetá. Por uma questão de educação", garantiu Tite, lembrando também da agressão do meia do Milan a um árbitro, durante partida do Italiano.

O treinador destacou ainda que o meia-atacante da Juventus também acabou ficando fora de lista por estar voltando de lesão, não apenas pelo ato de disciplina.

Além disso, o comandante da seleção que não vai se pronunciar se o atacante do PSG será ou não capitão da seleção, já que qualquer decisão só será divulgada após uma conversa com o jogador.

"Era assim que eu gostava que fizessem comigo", disse.

A convocação de hoje conta com 14 jogadores que participaram da Copa do Mundo, no ano passado, na Rússia. Entre os que ficaram fora, está, justamente, Douglas Costa. Outros ausentes são os laterais Danilo e Marcelo, o zagueiro Geromel, os meias Renato Augusto, Paulinho, Fred e Willian, além do atacante Taison.

Durante a entrevista coletiva que concedeu, Tite classificou o anúncio dos relacionados de hoje como o "mais difícil desde que assumi a seleção". O técnico citou dúvidas, por exemplo, na função de volante, lateral-direito e atacantes, e lembrou que Fabinho, do Liverpool, Danilo, do Manchester City e Vinicius Júnior, do Real Madrid, também mereceriam uma convocação.

Hoje, a relação apresentada pelo treinador contou com 23 jogadores que disputarão os amistosos de preparação contra Catar e Honduras, e a Copa América. Além disso, outros 17 nomes foram apresentados à Conmebol, contudo, a ideia é não torná-los públicos. A lista final será oficializada em 30 de maio.

Os jogadores começarão a se apresentar na próxima quarta-feira, na Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro. Jogadores de Grêmio e Corinthians, que terão jogos da Copa do Brasil, e do Liverpool, que decidirá a Liga dos Campeões, se integrarão ao grupo posteriormente.

O Brasil enfrentará o Catar no dia 5 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, e Honduras no dia 9, no Beira-Rio. A estreia na Copa América será cinco dias depois, contra a Bolívia, no Morumbi. No dia 18, o adversário será a Venezuela, na Fonte Nova, e no dia 22, o Peru, na Arena Corinthians.

Confira a lista de convocados para defender a seleção brasileira na Copa América:.

Goleiros: Alisson (Liverpool-ING), Ederson (Manchester City-ING) e Cássio (Corinthians).

Defensores: Alex Sandro (Juventus-ITA), Daniel Alves, Marquinhos e Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Éder Militão (Porto-POR) Fagner (Corinthians), Filipe Luís (Paris Saint-Germain-FRA) e Miranda (Inter de Milão-ITA).

Meias: Casemiro (Real Madrid-ESP), Fernandinho (Manchester City-ING), Arthur (Barcelona-ESP), Allan (Napoli-ITA), Lucas Paquetá (Milan-ITA) e Philippe Coutinho (Barcelona-ESP).

Atacantes: David Neres (Ajax-HOL), Neymar (Paris Saint-Germain-FRA), Roberto Firmino (Liverpool-ING), Richarlison (Everton-ING), Gabriel Jesus (Manchester City-ING) e Everton (Grêmio).