EFESão Paulo

O técnico Tite disse nesta quinta-feira que enviou uma mensagem de apoio ao atacante Neymar e voltou a lamentar a ausência do atacante na Copa América devido à lesão no tornozelo direito sofrida em amistoso contra o Catar.

Hoje, o jogador do Paris Saint-Germain prestou depoimento em uma delegacia da Polícia Civil de São Paulo sobre as acusações feitas pela modelo Najila Trindade Mendes de Souza de que ele a teria estuprado durante um encontro em um hotel da capital da França.

Em entrevista coletiva prévia à estreia do Brasil na Copa América contra a Bolívia, amanhã, no Morumbi, Tite revelou que enviou uma mensagem ao atacante, com quem mantém contato apesar do corte.

"Torço para a saúde dele. Muito. Que tenha saúde, luz e que possa se recuperar. Que a partir daí as coisas comecem a se esclarecer. Tenho dito isso a ele, até mandei uma mensagem ontem. Sei que está se recuperando, o tornozelo está melhor e a recuperação vai ser mais rápida que o esperado", afirmou Tite.

O técnico também voltou a afirmar que as denúncias contra Neymar não incomodaram o grupo da seleção brasileira, que está focado apenas na disputa da Copa América.

"Se fala mais do Neymar aqui (na imprensa) do que lá dentro (da seleção). Lá dentro o trabalho é focado na nossa preparação", garantiu o comandante da seleção.

Questionado sobre a ausência de Neymar, Tite reafirmou que lamenta não poder contar com o atacante, que, para ele, é "top 3 do mundo". Por outro lado, o técnico brasileiro indicou que o corte do craque pode "abrir oportunidades" para jogadores de menor projeção.