EFERoma

Proibida de deixar Turim devido a um surto com nove casos de coronavírus, a delegação do Torino não viajou para Roma para enfrentar a Lazio nesta segunda-feira, pelo Campeonato Italiano, o que representa inicialmente para o 'Toro' uma derrota por 3 a 0 e a perda de um ponto como penalização.

O veto à viagem do time do técnico Davide Nicola foi emitido ontem pela Tesouraria Local de Saúde competente, que considerou arriscado demais para permitir o deslocamento de um grupo no qual foram detectados nos últimos dias vários casos de infecção, alguns deles com a variante inglesa do coronavírus.

O clube de Turim, que solicitou e obteve o adiamento da partida da última sexta-feira contra o Sassuolo, pediu novamente à organização do Italiano para remarcar o confronto de hoje, mas o Conselho extraordinário negou.

A Lazio foi para o Estádio Olímpico, palco do jogo, com a equipe de arbitragem e, a priori, venceu por 3 a 0. Além disso, os visitantes receberão um ponto de penalização na classificação, de acordo com as regras atuais.

Entretanto, o clube de Turim advertiu, através de seu presidente, Urbano Cairo, que apresentará um recurso para evitar as punições e conseguir uma nova data para a partid.

É uma situação semelhante àquela vivida pelo Napoli em outubro, quando não pôde viajar justamente para Turim para enfrentar a Juventus por causa de alguns casos de contágio em seu plantel.

No início, o Juiz Esportivo também definiu uma derrota por 3 a 0 e a perda de um ponto, mas meses depois o recurso dos 'Azzurri' foi aceito, e o jogo será disputado em uma nova data, provavelmente no próximo dia 17, mas ainda não houve um anúncio oficial.