EFERedação Central

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, foi o vencedor do Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, a primeira corrida da temporada, na frente do seu companheiro britânico Lewis Hamilton e do piloto holandês da Red Bull Max Verstappen.

Bottas somou a quarta vitória da sua carreira com uma fantástica largada na qual ultrapassou Hamilton, e realizar a partir de então uma corrida até o triunfo, na qual o atual campeão Hamilton teve que se contentar com o segundo lugar e Verstappen tirou o pódio do alemão Sebastian Vettel (Ferrari).

Atrás das três posições de pódio ficaram as Ferraris de Vettel e do monegasco Charles Leclerc, seguido pelo dinamarquês Kevin Magnussen (Haas), do alemão Nico Hülkenberg (Renault), do finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romero), do canadense Lance Stroll (Racing Point) e do russo Daniil Kvyat (Toro Rosso), décimo.

Bottas, além da vitória, fez a volta rápida da corrida, em 1min25s580 na penúltima volta, o que lhe permite somar um ponto adicional segundo o novo regulamento da Fórmula 1 para a atual temporada.

Depois de uma ótima largada em que assumiu a ponta ultrapassando Hamilton - que tinha feito a pole -, Bottas foi para box na volta de número 24, voltando na frente do companheiro de equipe e de Vettel. Desta maneira, o finlandês só teve que esperar à irremediável parada de Verstappen para recuperar a liderança e levar seu Mercedes até a vitória final.

"A saída foi muito boa, sem dúvida a melhor corrida da minha vida, tenho me sentido bem. Tive tudo sob controle, o carro estava muito bem hoje, e tenho que desfrutar esse momento", afirmou Bottas após terminar a prova e carimbar a quarta vitória de sua carreira.

O destaque negativo ficou por conta de Daniel Ricciardo (Renault), ídolo local que largou em 12º lugar no grid, tentou recuperar posições na largada saindo pela beirada da pista, mas quebrou o aerofólio traseiro de seu carro ao passar por uma buraco do gramado, o que o obrigou a ir para o box e voltar na última. Ele acabou abandonando a corrida.