EFEBerlim

A Alemanha declarou nesta quarta-feira persona no grata dois diplomatas da Rússia, após o assassinato, em agosto, de um cidadão georgiano-checheno em Berlim, diante da suspeita de que o crime possa ter sido ordenado por Moscou ou pelo governo da Chechênia.

O anúncio foi feito pelo Ministério das Relações Exteriores alemão, que justificou a medida pelo artigo 9 da Convenção de Viena sobre relações diplomáticas, segundo comunicado emitido hoje.