EFEParis

Quatro pessoas foram feridas à facadas, sendo que duas delas estão em estado grave, em frente à antiga sede da revista semanal "Charlie Hebdo", em Paris, na França, de acordo com informações da imprensa local.

Os dois supostos autores do ataque fugiram e estão sendo procurados pelas autoridades, informou a rede de notícias "BFM-TV".

A polícia está investigando as circunstâncias do ataque, ocorrido no Boulevard Richard-Lenoir, no 11º distrito da capital, e onde escolas, creches e asilos da região foram fechados.

Uma testemunha disse à "BFM-TV" que toda a área está fechada e que "há polícia por todo o lado".

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, suspendeu um discurso que faria hoje para se deslocar até o centro de crise do Ministério do Interior para saber os detalhes do ataque.

O "Charlie Hebdo" foi alvo de um ataque islâmico, no dia 7 de janeiro de 2015, no qual 12 pessoas foram mortas, após a revista publicar caricaturas do profeta Maomé.

O julgamento contra os supostos cúmplices desse atentado e de outros ataques islâmicos ocorridos em Paris vem ocorrendo na capital francesa desde o início deste mês. EFE

rcf/phg

(foto)(vídeo)