EFELisboa

Ativistas brasileiros colocaram faixas em frente ao Consulado-Geral do Brasil em Lisboa com mensagens que pedem o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, chamado de genocida nas inscrições.

O ato ocorreu nas últimas horas, e um dos ativistas envolvidos, Sérgio Tréfaut, explicou à Agência Efe que lançou em Portugal o movimento "Brasil em Luto". No site da iniciativa (www.brasilemluto.pt) é possível baixar uma bandeira brasileira com uma faixa preta para que seja colocada nas janelas das residências.

Dez ativistas participaram do ato, condenando a política de Bolsonaro em relação à pandemia de Covid-19, a qual classificaram como um "crime de Estado". Tréfaut também pediu para que o governo português pressione o presidente brasileiro.

"Há muitos portugueses que vivem no Brasil que morrem ou podem morrer por causa da política assassina de Bolsonaro. A indignação (em Portugal) é enorme pela atitude de Bolsonaro", comentou.