EFELos Angeles (EUA)

O ator Nick Cordero, que se destacou em espetáculos da Broadway, pode precisar de um transplante duplo de pulmões em sua recuperação da infecção pelo novo coronavírus, disse nesta quinta-feira a esposa dele, Amanda Kloots, à emissora americana "CBS".

Cordero, de 41 anos, foi internado em Los Angeles em março após ter sido diagnosticado com a Covid-19, que causou várias complicações graves, inclusive a amputação de uma perna.

Mais de três meses após ter sido hospitalizado, o ator, que já foi indicado aos prêmios Tony, acordou do coma e testou negativo para o vírus SARS-CoV-2, mas os efeitos desencadeados pela doença são críticos, segundo Amanda.

"Há 99% de chance de precisar de um transplante para o meu marido poder viver o tipo de vida que eu sei que gostaria", afirmou Amanda, que revelou que os médicos temiam pela vida de Cordero.

"Eles me disseram quatro vezes que meu marido não sobreviveria. Às vezes, mesmo que não daquela noite, mas ele sobreviveu", contou.

A COVID-19 enfraqueceu tanto a musculatura do ator que ele ainda não consegue se mexer ou mesmo falar. "Quando lhe pergunto alguma coisa, ele tenta sorrir ou mover a mandíbula", relatou.

De acordo com a família, Cordero não tinha problemas médicos anteriores.