EFESantiago (Chile)

As autoridades sanitárias do Chile confirmaram neste sábado a detecção do primeiro caso da variante ômicron do coronavírus dentro do país, depois de sequenciar um teste PCR de um cidadão residente de origem ganesa que chegou a Santiago no último dia 25.

"Este estrangeiro residente no Chile entrou no país com um teste PCR negativo. Na chegada, foi realizado um teste PCR no aeroporto de Santiago. O teste deu positivo e, como parte do protocolo dos viajantes, a amostra foi enviada para sequenciamento genômico ao ISP (Instituto de Saúde Pública) para determinar a variante, que se revelou ser ômicron", explicou a Secretaria Regional de Saúde de Valparaiso (Seremi) em nota oficial.

Em relação aos passageiros que estiveram no mesmo voo do homem infectado, o Ministério da Saúde declarou que foi realizado um acompanhamento epidemiológico e que a pasta está trabalhando em coordenação com outros escritórios regionais para testar todos os ocupantes do avião.

O Chile está entre os cinco países do mundo com a maior porcentagem da população vacinada contra a Covid-19 e tem administrado a maior quantidade de doses de reforço, de acordo com o registro da Universidade de Oxford. Mais de 8 milhões de pessoas já receberam uma injeção adicional, de uma população total de 19 milhões. EFE