EFEMoscou

Um Airbus A321 da Ural Airlines, com 233 pessoas a bordo, realizou uma aterrissagem de emergência em um campo de milho nos arredores de Moscou nesta quinta-feira, sem haja informações sobre vítimas mortais, informou a Agência Federal da Rússia para o Transporte Aéreo (Rosaviatsia).

Segundo o Ministério da Rússia para Situações de Emergência, 23 pessoas, incluindo nove crianças, ficaram feridas e foram hospitalizadas.

O aparelho se chocou com um grupo de pássaros logo após a decolagem do aeroporto de Jukovki, nos arredores de Moscou, com destino a Simferopol (Crimeia), declarou um porta-voz de Rosaviatsia citado pela agência "Interfax".

Segundo as primeiras informações, em consequência da colisão com as aves, uma das turbinas do avião parou de funcionar e a outra reduziu consideravelmente sua potência.

O Airbus aterrissou de barriga no milharal e com os motores desligados.

"Os pilotos atuaram corretamente, de acordo com as instruções (para estes casos), como foram preparados. Antes da aterrissagem de emergência, desligaram os motores", declarou à "Interfax" o diretor-geral da Ural Airlines, Sergei Skuratov.

Skuratov acrescentou que os choques de aviões com grupos de pássaros "são muito raros, talvez um em 50 anos".