EFEWashington

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, agradeceu nesta segunda-feira às equipes de resgate, às forças da lei e aos médicos pelo trabalho durante o atropelamento em massa deste domingo em Waukesha, no estado de Wisconsin, onde cinco pessoas foram mortas e cerca de 40 ficaram feridas.

Biden já discursaria hoje no auditório sul da Casa Branca para anunciar a nomeação de Jerome Powell como chefe do Fed (Federal Reserve, o banco central americano) e aproveitou para expressar sua consternação com a tragédia em Waukesha.

"Ontem à noite as pessoas caminharam e se reuniram para celebrar o início de uma estação de esperança, de união e de Ação de Graças. Nesta manhã, Jill (Biden, primeira-dama), eu e toda a família Biden, e tenho certeza de que todos nós, rezamos para que esse espírito abraçasse e elevasse o espírito de todas as vítimas desta tragédia", declarou o chefe de Estado.

Pelo menos cinco pessoas foram mortas e cerca de 40 feridas, incluindo pelo menos 18 menores, durante o atropelamento em massa, que ocorreu como grupos de dança, bandas de marcha escolar e políticos desfilaram pela Main Street, no subúrbio de Milwaukee, em Waukesha. O evento representava uma volta às ruas após a suspensão da marcha de férias no ano passado por causa da pandemia da Covid-19.

Por volta das 16h39 (local, 19h39 de Brasília), um SUV vermelho derrubou várias cercas montadas para cercar o desfile e acertou a multidão, atropelando dezenas de pessoas. EFE