EFETóquio

Cerca de 100 passageiros do cruzeiro Diamond Princess, que testaram negativo para o coronavírus, desembarcaram neste sábado no porto de Yokohama e começaram a ser transferidos para o local em que ficarão em quarentena.

O grupo inclui pessoas que estiveram em camarote com viajantes infectados na embarcação e será levado para um centro em Wako, na prefeitura de Saitama. A previsão é que fiquem isolados por 14 dias, prazo máximo para a incubação do vírus.

O local para onde foram encaminhados já recebeu recentemente a maior parte dos 200 japoneses que foram retirados de Wuhan, onde se origino a epidemia.

Desde a última quarta-feira, os cerca de 970 passageiros que deram negativo para o coronavírus já deixaram o Diamond Princess, onde 634 da Covid-19 foram registrados.

Não estão sendo divulgados os números exatos, mas a estimativa é que mil membros da tripulação e 300 passageiros, aproximadamente, ainda estejam dentro do cruzeiro, aguardando o processo de repatriação.

Além dos casos registrados na embarcação, o Japão registra outros 121 diagnósticos positivos para coronavírus, de acordo com dados atualizados hoje pelas autoridades locais.