EFEJacarta

Os colégios eleitorais já fecharam nesta quarta-feira, na Indonésia, para iniciar a apuração dos votos após uma jornada eleitoral que servirá para escolher o próximo presidente da terceira maior democracia do mundo.

As eleições gerais colocaram frente a frente o atual presidente, Joko Widodo - que busca a reeleição -, e o ex-general Prabowo Subianto, que já foi superado nas urnas em 2014.

Mais de 190 milhões de pessoas estavam aptos a votar nas eleições que ocorreram sem incidentes e nas quais a Comissão Eleitoral da Indonésia esperava um comparecimento de 77,5%.

Cerca de 40 organizações receberam aprovação da comissão para fazerem projeções de voto a partir dos primeiros resultados da apuração.

Além de eleger o presidente e seu vice, os eleitores também decidirão as 575 cadeiras da Câmara Baixa, 136 na Câmara Alta, e mais de 19 mil assentos nas câmaras legislativas provinciais e municipais.

Widodo, a quem as pesquisas deram uma vantagem de 20 pontos sobre seu adversário, começa como favorito para a reeleição pelas suas políticas sociais e o desenvolvimento de infraestruturas.

As primeiras estimativas de votos serão publicadas hoje, embora os resultados oficiais não serão anunciados até maio.