EFEGenebra

Os casos de Covid-19 no mundo registrados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aumentaram nesta quinta-feira para 29,6 milhões, mais da metade no continente americano, onde foi ultrapassado a barreira dos 15 milhões de positivos.

Já mortes ao redor do mundo chegam a 936.521, segundo dados da organização com sede em Genebra, que registrou 4.520 óbitos nas últimas 24 horas.

Depois do continente americano, o Sul da Ásia aparece como a segunda região mais afetada em número de casos (5,7 milhões), seguida pela Europa, se aproximando das 5 milhões de infecções e com números de novos positivos diários (cerca de 50 mil) que já superam as da primeira onda da doença, entre os meses de março e abril.

Isso varia se for levado em conta os números de mortes, pois embora o continente americano também esteja em primeiro, com mais de 518 mil, o segundo lugar é da Europa, com 227 mil, mais que o dobro do Sul da Ásia, que se encaminha para os 100 mil óbitos.

Neste caso, porém, as mortes diárias relatadas na Europa, aproximadamente 500, são cerca de dez vezes menores do que aquelas dos meses de confinamento na primavera europeia, enquanto no continente americano não abaixam para uma média de 3 mil diárias, no sul da Ásia estão aumentando, atualmente ultrapassando 1,3 mil.

Por país, o mais afetado pelo número de casos continua sendo os Estados Unidos com 6,5 milhões, seguido pela Índia com 5,1 milhões, no entanto, os registros de infecções diárias triplicam em comparação aos EUA. Por isso, a nação asiática poderá estar na primeira posição em algumas semanas caso permaneça a atual tendência.

Cinco países latino-americanos estão na lista das dez nações mais afetadas em termos de infecções: Brasil (terceiro com 4,3 milhões de casos), Peru (quinto com 738 mil), Colômbia (sexto com 728 mil), México (sétimo com 676 mil) e Argentina (décimo com 577 mil).

Os pacientes recuperados no planeta estão perto de 22 milhões e os casos graves ou críticos aumentaram ligeiramente, para 61 mil, mas ainda representam apenas 1% dos ativos.