EFERio de Janeiro

O atacante paraguaio Derlis González, jogador do Santos, disse acreditar que o Paraguai pode chegar à final da Copa América, que começa nesta sexta-feira, apesar de admitir que a seleção caiu em um grupo difícil, com Argentina, Colômbia e Catar.

"Estamos nos preparando desde o dia 20 de maio para a Copa América conscientes de que cada partida vai ser muito difícil", disse González em entrevista coletiva concedida hoje no hotel em que a delegação do Paraguai está hospedada no Rio de Janeiro.

"Obviamente, cada seleção trouxe o que tem de melhor. Sabemos que será uma Copa América muito difícil e que o grupo do Paraguai é muito difícil. No domingo começaremos com um jogo muito difícil", acrescentou o atacante, que deve ser titular na estreia da seleção paraguaia contra o Catar, no Maracanã.

González acrescentou que, assim como cada seleção trouxe seus melhores jogadores para a Copa América, o Paraguai também vem com seus melhores atletas no momento e tentará chegar "o mais longe possível".

Apesar dessas mencionadas dificuldades, a expectativa do jogador é que o Paraguai jogue tanto na estreia como no último jogo nesta Copa América no Maracanã, em uma clara referência à final, que será disputada no estádio carioca no dia 7 de julho.

Para o atacante santista, além do Brasil, que joga como anfitrião, é preciso incluir a Argentina e o Uruguai entre os candidatos ao título.

"Mas qualquer um pode surpreender porque não vejo uma vantagem muito grande entre um país e outro. O Catar também pode surpreender", analisou.

González disse que uma das vantagens do Paraguai é poder jogar quase como se estivesse em casa no Brasil, pois três dos jogadores da seleção atuam no futebol brasileiro: ele, o zagueiro Gustavo Gómez, do Palmeiras, e o goleiro Gatito Fernández, do Botafogo.

"Sabemos que praticamente jogamos em casa. Nós nos sentimos confortáveis por isso. Sei que pelo menos o torcedor do Santos vai apoiar o Paraguai e temos isso a nosso favor. Isso é importante e nos ajuda. Esperamos que isso fique comprovado a partir de domingo", acrescentou.

O Paraguai, que chegou ao Brasil na quinta-feira e foi a última das 12 seleções que disputarão a Copa América a desembarcar, realizou nesta sexta-feira o primeiro treino no campo da Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), no Rio de Janeiro. EFE

cm/cs/vnm

(foto) (vídeo)